unraccord

Marguerite Duras no cinema



A ligação da escritora e resistente Marguerite Duras (1914-1996) ao cinema é imensa tanto como argumentista ou realizadora, para lembrar a sua relação com o cinema aqui ficam umas sugestões, entre muitos filmes e entrevistas que estão disponíveis na internet e sem esquecer a sua valiosa obra literária. "Détruire, dit-elle".



Marguerite Duras durante a rodagem do filme "Nathalie Granger" (1972)
Nathalie Granger, de Marguerite Duras, France, 1972. 83 min, noir et blanc, mono, 1.66, 35mm.
com Jeanne Moreau, Lucia Bosé, Gérard Depardieu, Valérie Mascolo, Nathalie Bourgeois




A fabulosa canção do filme "India Song" (1975) na voz da actriz Jeanne Moreau



adaptação ao cinema de um dos meus livros favoritos de Marguerite Duras 
"Moderato Cantabile" (1960) com realização de Peter Brook



A obra-prima "Hiroshima Mon Amour" (1959) de Alain Resnais
com argumento de Marguerite Duras
e as inesquecíveis interpretações de Emmanuelle Riva e Eiji Okada



"Détruire, dit-elle" (1969) livro e filme de Marguerite Duras