unraccord

Aniki-Bóbó é tão lindo, lindo, lindo

Já vi a primeira longa-metragem de Manoel de Oliveira várias vezes e sempre adorei o filme. Agora que saiu a edição em DVD num excelente trabalho de restauro voltei a rever. Este filme é tão lindo.
É tão difícil falar da infância e filmar ainda mais. Aniki-Bobó de 1942 é um filme sobre temas universais como a amizade, o poder, a mentira e o amor entre crianças na ribeira da cidade do Porto, mas poderia ser em qualquer outra cidade do mundo e entre adultos. Obrigado Manoel de Oliveira pela humanidade na realização, António Mendes pela fotografia e aos actores: Nascimento Fernandes (lojista), Vital dos Santos (professor), Horácio Silva (Carlitos), António Santos (Eduardo), Fernanda Matos (Teresinha), António Pereira (Batatinhas) e a todos os outros que fizeram este filme maravilhoso.
 


Aniki-Bebé
Aniki-Bóbó
Passarinho, totó
Birimbau, cavaquinho
Salomão, sacristão
Tu és policia, tu és ladrão