Obrigado, João Bénard da Costa

As paixões pelo cinema, pintura, literatura, as mulheres... tanta vida partilhei com este grande homem ao ler os seus textos em livros, nas crónicas do jornais e revistas, a vê-lo a apresentar filmes na tv, nas várias entrevistas, nas poucas vezes que me cruzei com ele, sem nunca ter tido a coragem de lhe falar, de me apresentar, tal era a sua enorme sabedoria. A excelente direcção e programação na Cinemateca Portuguesa longe de mim e que eu tanto desejava habitar. Um mestre insubstituível. Por causa dele, também eu utilizo a linda expressão "Os filmes da minha vida". Foi ele que me disse que só o Cinema nos dá a ver os milagres.












foto de António Pedro Ferreira